s Unir divulga edital para preenchimento de mais de 2 mil vagas ociosas em cursos de graduação

Pesquisa

sexta-feira, 21 de setembro de 2018

A Fundação Universidade Federal de Rondônia (Unir) divulgou nesta sexta-feira (21) o edital do processo seletivo para preenchimento de vagas ociosas 2018, destinado às matrículas de novos alunos por meio de transferências de cursos e à constituição de lista de espera para portadores de diploma. Nesta edição são oferecidas 2.194 vagas remanescentes nos cursos de graduação da Unir.

Unir divulga edital


O processo seletivo de vagas ociosas é destinado ao ingresso de alunos nos cursos presenciais de graduação da Unir, por meio de transferência, mudança de curso e ingresso de candidatos portadores de diplomas de curso superior, sejam eles alunos da própria Unir ou de outras Instituições de Ensino Superior (IES), devidamente reconhecidas pelo Ministério da Educação (MEC). Portador de diploma é o candidato que já concluiu curso superior de graduação em uma instituição de ensino superior.

Segundo o Rondoniagora, o processo seletivo para preenchimento de vagas ociosas terá como base, para a classificação e eliminação dos candidatos, o resultado da prova do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) obtido pelo candidato em uma das três últimas edições de aplicação: 2015, 2016 ou 2017.  - 

Inscrições

As inscrições para o processo seletivo de vagas ociosas serão abertas no período de 11 a 15 de outubro de 2018, exclusivamente via internet.


Para a inscrição o candidato deverá informar o número do seu CPF e o ano de edição do Enem com qual deseja concorrer, podendo optar por uma das três últimas edições de aplicação (2015, 2016 ou 2017), sendo da escolha do candidato a opção entre os três Enem’s a ser informado. Para obter o respectivo número, o candidato deverá acessar o site do Inep. - 

Para participar do processo seletivo o candidato deve:
- Ter realizado pelo menos um ENEM nos últimos três anos (2015, 2016 ou 2017);

- Ser aluno regularmente matriculado em curso de graduação devidamente reconhecido e autorizado pelo MEC e ter concluído no mínimo o primeiro semestre, tratando-se de regime semestral, ou no mínimo um ano letivo, quando regime anual.


- Ou ser candidato graduado em curso superior de graduação (portador de diploma), que realizou uma das três últimas edições do ENEM (2015, 2016 ou 2017).

Deixe um comentário ou sugestão – 0 Comentário


EmoticonEmoticon

Next article Next Post
Previous article Previous Post